Holding familiar é um instrumentos que pode ser utilizado nos planejamentos sucessório e patrimonial. Esta opção pode ser vista como um mecanismo de proteção de bens e também pode ser considerada uma boa estratégia de sucessão patrimonial. No entanto, a utilização da holding deve ser precedida de orientação profissional, pois este instrumento pode trazer benefícios, mas também exige cuidados.

 A Holding pode ser utilizada por famílias empresárias ou não.

Para os grupos familiares que não exercem atividade empresária, a holding é um importante instrumento de organização, administração, gestão e, eventual, divisão do patrimônio familiar.

Já para os grupos familiares que exercem atividade empresária, além da organização do patrimônio, a criação de sociedades do tipo “holding” podem ser utilizadas para a melhor organização dos negócios.

 A criação da holding como instrumento de planejamento patrimonial ou sucessório deve ser avaliada caso a caso.  A realidade dos interessados deve ser considerada para definir se esse instrumento será mesmo o mais adequado.